Os voos mais belos

Padrão

Poucas coisas são mais belas que os saltos das mulheres do atletismo que iluminaram Berlim no Mundial que acabou ontem. Não falo apenas da óbvia beleza física das longas pernas e corpos torneados das saltadoras de vara e em distância (as em altura são mais magras). Falo da beleza de quem dedica a vida pelo louco e antigo sonho impossível do ser humano de voar. Impossível não para elas. Lá vão então as deusas Isinbayeva, Maurren, Vlasic, Mellis e cia. a voar encantando. A voar fazendo de seus corpos e mentes máquinas de uma sutileza e precisão incríveis.

(Blanca)
O salto em altura que coroou os olhos feiticeiros de Blanca Vasic é a arte da sutileza, dos pássaros humanos que precisam praticamente parar antes de tentar superar o sarrafo. Correm, param antes do salto e de repente, como estilingues humanos, explodem se arremessando em busca das alturas. Além do domínio do corpo, haja preparação mental para enfrentar o carrasco chamado sarrafo.

(Isinbayeva)
O salto com vara é ainda mais técnico ao se lidar com corpo, mente, vara e alturas de prédios pequenos. Há que se usar a vara como parceira de propulsão para o lançamento e depois abandoná-la no momento exato em que se procura fugir de um sarrafo perto do céu. Autocontrole é pouco…

(May Mellis)
O salto em distância parece o mais fácil na execução, mas exige um ritmo militar de passadas e corrida antes do salto cirúrgico, que não pode tocar a linha vermelha. E pede também uma certa altura fundamental, em pleno voo, para saltar mais longe. Pra finalizar, é o salto que mais exige força muscular nas pernas. A força que nossa Maurren não teve na final de ontem por estar com o joelho machucado.
Vale destacar ainda a comunhão bacana entre saltadoras e público, quando as primeiras pedem as palmas para marcar suas corridas e ritmo antes de voar.
E, claro, como não gostar de uma modalidade com tantas deusas de pernas compridas e ainda com um sorriso como esse que posto abaixo, da turca May Mellis, bronze no salto em distância???


(Mayday! Mayday!)

Anúncios

Acabou o Mundial

Padrão



Maria Clara e Carolina Salgado, filhas da eterna musa do vôlei, Isabel, estão fora do Mundial de Vôlei de Praia. Perderam hoje. Uma lástima! Mas logo logo elas estarão treinando pertinho de nós, na mais bela rede do posto 10 de Ipanema.